Museu Emílio da Silva - Reserva Técnica

A instalação do Museu Histórico “Emílio da Silva” - MHES, no prédio da antiga prefeitura, aconteceu em 19 de novembro de 2001, na administração do Senhor Irineu Pasold (prefeito) e Moacir Antonio Bertoldi (vice-prefeito).

Na época, nos fundos do MHES, havia um prédio público, com piso térreo e superior, local onde foi instalada a Reserva Técnica. Ali, também se processou a ação de operacionalização do serviço de triagem das coleções do acervo etnográfico que existiam e foram redistribuídos nos dois módulos do antigo prédio da prefeitura, revitalizado e transformado em espaço de memória e história do município de Jaraguá do Sul.

Porém, várias coleções do acervo etnográfico, como militar, religioso, tecnologia (máquina de escrever, costura, eletrodoméstico), instrumento de trabalho agrícola, folclore (Boi de Mamão), entre outros, ficaram à disposição na Reserva Técnica para o Inventário Nacional de Museus visando a catalogação, classificação e seriação.

Em abril de 2015, a Reserva Técnica do MHES foi transferida para o piso térreo do mesmo prédio. Porém, as coleções do acervo etnográfico estavam higienizadas e cadastradas em fichas e no livro de tombamento.
 

Segundo Yaci-Ara Froner (2008), pesquisadora museal, a
“...a reserva técnica é um espaço físico destinado ao armazenamento seguro do acervo, ficando este disponível à pesquisa ou às práticas museológicas quando requisitado.”

Com base nas reflexões de Froner, a proposta de trabalho da equipe do MHES é tornar o espaço da Reserva Técnica, foco da Ação Educativa e objeto de estudos das instituições de ensino, pesquisa e extensão. Além disso, o acervo está guardado em um espaço físico de segurança e adequado a sua conservação.

Outro aspecto é a organização do acervo numa sequência sistemática que agrupa as coleções, por exemplo, máquinas (escrever e costura), quadros fotográficos do patrimônio da Schützenfest (Festa dos Atiradores), ferramentas de trabalho rural e inúmeros objetos ligados à história de Jaraguá do Sul.

Considerando seu valor e relevância, a Reserva Técnica atualmente, proporciona o fortalecimento da imagem do museu e o aumento da visibilidade, pois a mesma é parte integrante da unidade museológica, cujo eixo temático é a história do município, da colonização aos dias atuais.
 
Ademir Pfiffer - Historiador






 

   


 

Município de Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000