Categorias



Social reforça Programa de Apadrinhamento de Crianças e Adolescentes

26/11/2018 - Publicado por: Rogério Tallini - Categoria: Social - Tags: social abrigo apadrinhamento acolhimento

A Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação, está reforçando a divulgação do Programa de Apadrinhamento de Crianças e Adolescentes em Serviços de Acolhimento. O objetivo é fazer com que as crianças e adolescentes em instituições de acolhimento possam ter a oportunidade de convivência familiar.

Criado em 2015 pela Lei Municipal 7.073/2015 e alterado este ano pela Lei Municipal 7.701/2018, o Programa Apadrinhamento de Crianças e Adolescentes em Serviços de Acolhimento tem como finalidade proporcionar afeto e auxílio material ou financeiro a quem se encontra acolhido em abrigos institucionais da Prefeitura de Jaraguá do Sul. 

Há três modalidades de apadrinhamento (afetivo, material e de serviços) e a escolha de um deles leva em consideração a necessidade de cada criança e adolescente, assim como a disponibilidade dos padrinhos. Eli Antunes, Coordenadora e Guardiã do Abrigo Institucional, informa que atualmente há 12 adolescentes no Abrigo Institucional Baependi, sendo que sete deles possuem padrinhos. Já o Abrigo Centro tem três adolescentes e 15 crianças. 

APADRINHAMENTO AFETIVO – Restringe-se às crianças e adolescentes com possibilidades remotas de reinserção familiar e adoção, proporcionando oportunidade de convivência comunitária. Nesta modalidade, padrinho ou madrinha podem buscar afilhado ou afilhada para atividades fora da instituição mediante assinatura de Termo de Autorização da chefia do Serviço.

APADRINHAMENTO DE SERVIÇOS – Esta modalidade é para pessoa física ou jurídica, previamente cadastrado, que deseja disponibilizar sua especialidade profissional – médico, dentista, cabeleireiro, manicure, fonoaudiólog e psicólogo, por exemplo – ao atendimento das crianças e adolescentes acolhidos.

APADRINHAMENTO MATERIAL – Consiste no oferecimento de suporte material ou financeiro à criança ou ao adolescente em acolhimento: roupas, calçados, brinquedos e material escolar, custeio de tratamento de saúde, cursos, práticas esportivas e culturais, entre outras formas de doações.

CADASTRAMENTO – As pessoas interessadas em participar do Programa Apadrinhamento Afetivo devem se cadastrar junta às equipes técnicas do Serviço de Acolhimento. Esses profissionais da Secretaria de Assistência Social realizam uma entrevista com o pretendente e avaliam a possibilidade de cadastramento. Aprovado o cadastro, os técnicos selecionam os padrinhos de acordo com o perfil das crianças e adolescentes em acolhimento e, posteriormente, informa o juiz competente sobre o apadrinhamento.

CRITÉRIOS – Para se cadastrar é necessário que o interessado tenha disponibilidade de tempo para participar efetivamente da vida do afilhado ou afilhada, tenha idade superior a 21 anos, participe de reuniões/encontros com a equipe técnica do programa, apresente toda a documentação exigida, consinta visitas técnicas em sua residência e respeite as regras e normas colocadas pelos responsáveis.

Mais informações sobre o Serviço de Acolhimento da Secretaria de Assistência Social podem ser obtidas ligando para 3371-2406 (Abrigo Institucional Centro) ou 3371-0695 (Abrigo Institucional Baependi). O contato também pode ser feito pelo e-mail acolhimento.baependi@jaraguadosul.sc.gov.br.

Destaque no Estado

Recentemente, uma equipe da Diretoria de Comunicação Social da Assembleia Legislativa de Santa Catarina esteve em Jaraguá do Sul para reportagem sobre o Programa Apadrinhamento Afetivo, da Secretaria de Assistência Social e Habitação. Os jornalistas Monique Serafim e Lucas Diniz gravaram em vídeo entrevistas com a a secretária Maria Santin Camello e a chefe da Instituição de Acolhimento Baependi, Eli Antunes, e depoimentos de dois casais credenciados no Programa Apadrinhamento. De acordo com a jornalista, a experiência de Jaraguá do Sul foi indicada pela área de Assistência Social da Federação Catarinense de Municípios e a matéria foi veiculada nas redes sociais da Alesc: Facebook, Instagram e WhatsApp.

Assista ao vídeo clicando aqui e saiba um pouco mais sobre o Programa.






 




Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000