Categorias



Deflagrada terceira fase da Operação Pássaros Livres

05/11/2018 - Publicado por: Rogério Tallini - Categoria: Meio Ambiente - Tags: fujama apreensao passaros livres operacao aves silvestres

Na manhã desta segunda-feira (5), a Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente, deflagou a terceira fase da Operação Pássaros Livres, que tem como objetivo fiscalizar criadores de pássaros, onde, segundo denúncias, havia aves silvestres em cativeiro sem autorização. Com informações nestas denúncias que chegaram ao conhecimento da Fujama, os biólogos e PMs foram em dois endereços e comprovaram as informações.

Nesta fase, foram vistoriados quatro locais denunciados pela população onde em dois deles não haviam irregularidades; um onde o endereço não conferia e em outro local foram identificados, além de pássaros exóticos, seis pássaros nativos (quatro coleiras, um azulão e um canário da terra).

Após a abordagem e verificação pela equipe de fiscalização e biólogos da Fujama, foi oferecido ao proprietário a entrega voluntária (de acordo com o previsto no Artigo 24 do decreto federal que Regulamenta a Lei de Crimes Ambientais), onde o mesmo aceitou tal proposta. Caso o proprietário não aceitasse, a multa seria de R$ 500,00 por animal apreendido. Além da notificação com respectivo termo de apreensão e entrega voluntária, o local fica identificado/mapeado pelo sistema de infrações ambientais da Fujama.

Os pássaros apreendidos serão avaliados pelos biólogos da Fujama para posterior soltura ou readaptação e encaminhamentos para o centro de triagem do Estado. O biólogo da Fujama, Gilberto Ademar Duwe, diz que é importante que a população denuncie através do telefone da Ouvidoria do Município (0800-642-0156), onde o sigilo é mantido.

As operações anteriores ocorreram em dezembro de 2017 e abril de 2018, onde mais de 70 aves foram aves foram apreendidas em cativeiros irregulares e libertadas após avaliações. Entre as espécies nativas havia canários, trinca ferro, periquitos e até mesmo outros mais raros como o tico tico rei e tiê sangue.

O presidente da Fujama, Normando Zitta Junior, orienta a quem tiver aves ou qualquer outro animal silvestre em casa sem registro no Ibama pode também fazer a entrega voluntária sem arcar com as penalidades. Trata-se de uma oportunidade para que o responsável pelo animal evite a multa, por exemplo, que é de R$ 500,00 por animal, mas pode chegar a R$ 5 mil se ele estiver ameaçado de extinção. Se estiver criando para vender, a multa é o dobro destes valores.







Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000