Arquivos


Município tem destino correto para mais de 43% do material reciclável

08/09/2016 - Publicado por: PEDRO - Categoria: Meio Ambiente - Tags: reciclagem natureza economia

A Fundação Jaraguaense do Meio Ambiente (Fujama) divulgou relatório de análise do Programa Recicla Jaraguá. Os resultados de peso estimado de materiais recicláveis demonstram que entre julho e agosto registrou-se um aumento de 6,31%, passando de 342,4 toneladas para 364 toneladas. O número de caminhões coletados também aumentou no período: de 196 para 216. A proporção de material reciclável em relação ao total de resíduos sólido domiciliar, em agosto, chegou a 13,1%.

Houve um aumento de 10,2% entre julho e agosto no número de cargas coletadas, elevando a média de 2016 para 224,1 cargas por mês. Este número está abaixo da média observada em 2014, com 248,7 cargas por mês e também é inferior àquela de 2015, quando registrou-se média de 282,1 cargas mensais. Isso se deve, segundo a Fujama, entidade coordenadora do programa, ao comportamento da quantidade do chamado “lixo comum” na cidade. O acumulado entre janeiro e agosto de 2016 demonstra uma queda per capita quando comparado aos resultados dos últimos anos. Os números destes oito meses de 2016 (20.445,70 ton.) praticamente equivalem ao que o município recolheu em 2010 (20.513,04 ton.). Contudo, cabe destacar que a população em 2010 representava 143.123 habitantes, chegando, segundo o IBGE, a 167.300 habitantes em 2016, representando um crescimento de 16,8%. Considerando que o incremento populacional representa o fator que mais repercute na geração de lixo, o que se observa é uma nítida redução da produção global. Assim, ao mesmo tempo em que a população cresceu no período, houve uma significativa redução per capita que, infere-se, estaria atrelada a outros fatores como a economia e a redução da capacidade de gastos da população, o que também impacta diretamente a geração de lixo. 



Vale destacar que, de julho a agosto deste ano o lixo considerado comum passou de 2.397,39 toneladas para 2.408,30 toneladas, um aumento de apenas 0,46%. Analisando o acumulado entre janeiro e agosto, alcançou-se 2.993,5 toneladas. Comparando a igual período dos anos anteriores, em 2014, foram contabilizadas 2.549,2 toneladas, enquanto em 2015 haviam sido coletadas 2.909,8 toneladas. Portanto, os resultados de 2016 destacam-se em relação aos anos anteriores: comparando com 2014, o aumento do acumulado representa 17,4%, enquanto com o mesmo período de 2015, o aumento é de 2,9%. 

Do total de lixo produzido pela população de Jaraguá do Sul, 30,2% representam materiais recicláveis, 51,82% são compostos orgânicos e 17,98% são rejeitos (gráfico de pizza). Portanto, ao alcançar a separação de 13,1% descrita acima, o município já está dando a destinação correta para 43,3% de todo o material reciclável potencialmente aproveitável que é gerado pela população.

Ao longo de 2016, o Programa apresenta relativa estabilidade, oscilando entre 14,1% em janeiro e 11,9% em maio, com uma sensível tendência de aumento agora em agosto atrelada à sazonalidade esperada para a época do ano e, consequentemente, ampliação da geração de resíduos. Além disso, este resultado de agosto (13,1%), ao ser comparado com os anos anteriores, é praticamente igual ao resultado de 2015 (12,9%) e 35% superior ao observado em 2014 (9,7%). 

Desde setembro de 2013, com a criação do Recicla Jaraguá, já se evitou que mais de 12.686,7 toneladas de materiais recicláveis divididas em 8.655 cargas fossem para o aterro sanitário contratado para receber os resíduos do município. A redução do volume encaminhado ao aterro sanitário proporciona economia. Segundo a Fujama, o custo efetivo para a destinação dos resíduos urbanos até Mafra é de mais de R$ 330,00 por tonelada, incluindo a coleta, transbordo, transporte rodoviário e a destinação final, o que representa um gasto anual de mais de R$ 12 milhões. Há, também, ganhos sociais, como a geração de emprego e renda; e ambientais, com a recuperação de materiais pela indústria e a preservação dos recursos naturais. A Fundação avalia que este comprometimento terá uma grande repercussão em um futuro próximo.(Com auxílio de Leocádio Neves e Silva)









 




Município de Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000